Atendimento: (11) 3333-1303

14/12/2017 - Como um conselho de administração pode acelerar a transformação digital do seu e


Já falei inúmeras vezes aqui no blog sobre a importância da transformação digital para melhorar o seu modelo de negócios na contabilidade. Recentemente mostrei num artigo publicado aqui que não tem como você não querer a transformação digital na contabilidade.


Já passamos a fase em que ela servia para ajudar as empresas a manter ou recuperar o atraso tecnológico, mas a verdadeira transformação digital requer muito mais. Os clientes estão percebendo que para que iniciativas como o e-commerce, Internet das Coisas, aplicativos e experiência do cliente possam prosperar, eles precisam passar por transformação de ponta, cujo sucesso requer mudanças dramáticas operacionais, estruturais e culturais.


Sem tecnologia na contabilidade, as empresas dificilmente aproveitam as oportunidades do mercado decorrentes das mudanças do comportamento do cliente e da sociedade em geral. Assim, é necessário ter um time de alta performance na contabilidade engajado e administrado por bons líderes que possam acompanhar essas mudanças, mantendo a gestão estratégica na contabilidade. Saiba porque ter uma equipe de alto desempenho na contabilidade traz resultados.


Tuck Richards (membro da consultoria executiva e de liderança) e Rhys Grossman (co-lidera a Prática de Transformação Digital) da Russell Reynolds Associates, em um artigo publicado na Harvard Business Review, mostraram que o papel da transformação digital nas empresas começou em 2012 nas reuniões dos conselhos de administração. Eles apontam que o conselho tem um papel vital a desempenhar na transformação digital.

Líderes digitais são diferentes

As empresas buscam executivos com experiência na execução de organizações digitais, que trazem tecnologia experiente e uma mentalidade milenar. Desta forma, Tuck Richards e Rhys Grossman descreveram, ao longo de cinco anos, quatro categorias de líderes:

  • Pensador digital: aquele líder que, embora tenha pouca interação direta com o digital, ele entende os conceitos e o ambiente digital. Por não ser um nativo digital, ele assume o papel de conselheiro em um negócio digital.
  • Disruptor digital: usa a inovação para, de forma exponencial, escalar participação de mercado. É um diretor incorporado e com experiência no meio digital, mas com menor abrangência de gerenciamento.
  • Líder digital: aquele diretor que passou por uma experiência na execução de um negócio tradicional e que aproveita os meios digitais de forma significativa. É provável que esta pessoa tenha menos experiências digitais práticas, mas geriu a interrupção como gerente geral.
  • Transformador digital: aquele que participa na transformação de um negócio tradicional, mas não tendo antiguidade de um líder digital se torna mais astuto digitalmente.

Embora continue a ter necessidade de disruptores digitais no nível do conselho de administração, estamos assistindo e incentivando a nomeação de líderes da quarta categoria. Conforme as empresas vão incorporando os seus primeiros investimentos digitais em um modelo de negócios na contabilidade mais estratégico e sistemático, as necessidades de liderança também evoluíram.

Os conselhos de administração estão buscando diretores com capacidades operacionais e que possam orientar todo o time de alta performance na contabilidade no caminho da transformação digital.

Além disso, os líderes transformadores digitais trazem estratégias orientadas por dados e processos de tomada de decisão, em torno de uma experiência omnichanel e plataforma tecnológica.

O líder da transformação digital no escritório contábil

Você já pensou em criar um conselho de administração para seu escritório? Com a participação de conselheiros experientes em negócios e tecnologia?

Muita gente não gosta de se referir à empresa prestadora de serviços contábeis como “escritório de contabilidade”. Mas… não é uma prática habitual de empresas de alto valor estabelecer um conselho estratégico?

Ter a pessoa certa nas reuniões estratégicas do seu escritório contábil, fazendo as perguntas certas, é um catalisador comum para a mudança!

Procure trazer para o seu escritório contábil conselheiros (ou pelo menos diretores) digitais capazes de comunicar como os avanços em inteligência artificial e big datapodem afetar o modelo de negócios na contabilidade.

Os autores do artigo publicado na Harvard Business Review alertam que existe um equívoco de que os executivos com experiência digital (independentemente do perfil) são menos experientes e, portanto, não são capazes desse tipo de amplitude.

Na verdade, segundo o mesmo artigo, o diretor digital médio é apenas um ano mais novo (57) do que os diretores tradicionais. Outra nota importante mostra a escassez de talentos digitais com experiência de CEO’s, mas isso proporcionou às empresas abertas à transformação digital na contabilidade a oportunidade de mudar alguns aspectos na liderança.

Liderança e inovação são fundamentais para a estratégia do seu escritório contábil

As empresas contábeis que apostam na transformação digital na contabilidadeprecisam procurar líderes que tenham uma formação estratégica e de gestão geral, alguém que possa falar com autoridade sobre a perspectiva do cliente, visão e estratégia, liderança e cultura, mas que também traga perspicácia comercial e de investimento. Aliando essas características a um time de alta performance na contabilidade, a sua empresa será capaz seguir no caminho do sucesso.


Muitas empresas estão percebendo as oportunidades oferecidas por novos líderes que estão surgindo. Ao juntar novos membros digitais com diretores tradicionais, a sua empresa irá aprender a assimilar a cultura e integrar discussões digitais em todas as conversas estratégicas.

A tecnologia na contabilidade precisa estar presente em todos os aspectos do negócio. As empresas que já o fazem irão prosperar, as outras, mais cedo ou mais tarde, irão falhar. Com pensamentos inovadores, as empresas contábeis se mantêm saudáveis, conquistando mais espaço e destaque no mercado competitivo.


Esta é uma certeza: o contador 2.0 precisa ser um líder inovador, captando as tendências de mercado e as adequando à sua profissão. Essa postura arrojada leva o seu time a um alto nível de comprometimento com o negócio em busca das metas mais desafiantes. Para que o contador 2.0 se torne um líder que pensa e age de forma inovadora, ele precisa “pensar fora da caixa” e buscar nos desafios soluções de alto impacto.


Cada vez mais líderes estão ficando mais esclarecidos sobre temas digitais. Mas, muitos líderes, têm apostado em nomear especialistas em tecnologia para o seu conselho, a fim de enfrentar o impacto de uma tecnologia mais ampla sobre estratégia e operações de negócios. Fica a dica!

 

Autor(a): Roberto Dias Duarte

Fonte: O Autor

voltar
 
Hashimoto & Augusto
Copyright © 2014 E-HASA Certificação Digital . Todos os direitos reservados